domingo, 28 de agosto de 2011

Jornalistas querem criar rede de assessores de comunicação


Um grupo de jornalistas em assessoria de comunicação começou a se reunir desde o dia 23 deste mês, para discutir a criação de uma rede de profissionais que atuam nessa área. De lá para cá já foram dois encontros e o terceiro já está marcado para a semana que vem.

Não tem ninguém querendo inventar a roda, a pólvora ou ainda a próxima coca-cola. O objetivo é muito simples e chama-se parceria, ou quem sabe coleguismo. É apenas o anseio pela troca de informações e de experiências sobre o dia-a-dia da nossa profissão.

E sabe o que é mais bacana? É que a idéia partiu de pessoas que já atuam em assessorias ha muito tempo, que sabem desempenhar muito bem suas funções. Mas são pessoas abertas a novos conhecimentos, novas experiências, pessoas que como dizia o Gonzaguinha cantam a beleza de serem eternas aprendizes.

É com o maior orgulho que estou fazendo parte dessa turma que quer fazer a diferença no que trabalham, porque certamente o fazem com amor. Aliás, amor pela profissão, anda muito em baixa ultimamente, seja qual for a formação, o negócio é ganhar dinheiro, independente do respeito ao próximo.

Eu acredito firmemente que essa rede vai pra frente, porque vejo o brilho no olhar de cada jornalista que participa dessas reuniões. E a vontade de que as pessoas tomem consciência de que vida de assessor não é mole só porque ele ler jornal e passa o dia na internet, isso é função primária e essencial dentro de uma assessoria. Por isso leitor, se um dia você passar por uma sala de assessoria de comunicação e ver os jornalistas lendo jornal, não pense que ele está fazendo isso por falta de trabalho, porque é justamente o contrário, ele está executando uma das suas tarefas diárias.

O Assessor hoje, precisa ser uma pessoa antenada não só com a velha imprensa escrita, mas interagir com facilidade com as novas mídias sociais, como explica muito bem Rivaldo Chinem em seu livro “Assessoria de Imprensa, Como Fazer”. Segundo ele “a modernização da sociedade trouxe ao ser humano a necessidade obter cada vez mais informação, o que, em larga escala, levou ao desenvolvimento dos meios de comunicação de massa. Essa situação, por sua vez, também fez com que indivíduos e organizações passassem a vislumbrar no noticiário transmitido por jornais, revistas, emissoras de rádio, de televisão e na rede mundial de computadores a sua grande possibilidade de divulgar fatos e opiniões para a sociedade”.

Diante de tudo isso, essa rede que está se formando agora, certamente contribuirá bastante para aproximar a categoria e criar um canal de aperfeiçoamento das técnicas e instrumentos do exercício da profissão de jornalista em assessoria de comunicação e de imprensa aqui no nosso querido Acre.

E plagiando o grande comunicador brasileiro Aberlado Barbosa, que até hoje ainda está com tudo e não está prosa, mando aquele abraço para Socorro Camelo, Charlene Carvalho, João Petrolitano, Moisés Alescastro, Tiago Teles, Eduardo Duarte, Annie Manuela, Andréia Carvalho, Igor Martins e pra você Xuxa.

Bom domingo minha gente!

0 comentários:

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário