quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Meu tio Luis

‘Um dia as pessoas estão com a gente outro não’. As palavras ditas pela minha prima Ângela não param de ecoar em meus ouvidos. Realmente a perda de quem amamos é muito dolorida. Na segunda-feira fomos surpreendidos com a notícia do falecimento de tio Luis. Ele... o mais brincalhão dos irmãos, o menos cheio de manias detalhistas, o que gostava de abraçar, o mais gordinho, o que tinha olhos apertadinhos e verdes. O que foi morar sozinho em Manaus, por lá construiu sua família e de lá nunca mais saiu. Aquele que levava carneiro, bode, pirarucu, farinha e rapadura para as irmãs que moram no Rio de Janeiro. E que todo final de ano ligava para combinar férias com meu avô. Que Deus o receba de braços abertos meu tio!

0 comentários:

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário