quarta-feira, 20 de abril de 2011

Outro conto de fadas

Na mídia só se fala do casamento de conto de fadas entre o príncipe Wlliam e  Kate Middleton.  Não era para menos, afinal todos sonhamos com histórias românticas, mas vê-las concretizadas como é o caso de uma plebéia e um príncipe, parece que torna a vida mais suave, mais “sonhável”.


É como se a frase de Jhon Lennon “o sonho não acabou” fizesse mais sentido do que nunca. A menina adolescente a espera de seu grande amor, volta a sonhar com um lindo príncipe, montado em um belo cavalo branco, vestido de uniforme e de preferência cantando o quanto a ama, bem ao estilo dos desenhos animados da Disney.

Ah, se a vida fosse tão doce assim! Ainda me lembro de como o mundo parou para assistir o casamento da jovem lady Diana e do seu príncipe encantado Charles, que mais tarde veio a se transformar em um enorme sapo, daqueles bem gordos.

A inevitável separação nos mostrou que a celebre frase “E foram felizes para sempre”, não é assim tão eterna e que casamentos, mesmo aqueles que a gente jura que vai ser pra sempre, pois afinal, passamos a vida inteira ouvindo que o príncipe casou com a mocinha e tudo foi perfeito até o fim de seus dias, são falíveis.

Nada a se estranhar, pois nos dias atuais parece-me que os sentimentos estão ficando tão descartáveis quanto copos de plásticos. Ao se escolher a pessoa com quem iremos compartilhar todas as nossas intimidades e todo o resto dos dias da nossa vida, infelizmente não se tem um olhar mais crítico, mais apurado ou então, o que não tem mesmo é o comprometimento com o sucesso de um casamento.

Para que um relacionamento dê certo, ha que se pensar que a pessoa escolhida é especial, para sempre e que por isso deverá ser cuidada com carinho, atenção e paciência.  É aquela pieguice de que o amor precisa ser regado todos os dias, assim como uma flor, pois se não fatalmente morrerá. Aliás, não tem nada mais piegas do que o amor.

Hoje claramente vemos que os relacionamentos já não são mais como antigamente. As conversas se tornam discussões, as vozes vão se alterando, as portas batem, cada um vai para um lado. O choro é inevitável e a amargura do passar dos dias também. “Ele não me entende”, reclama ela. “Ela não é mais a mesma”, alega ele.

Partir para outra é a coisa mais fácil, difícil mesmo é “mergulhar” na mesma mulher ou no mesmo homem todos os dias, meses e anos de uma vida. Talvez por isso mesmo, essa despreocupação em manter o casamento sólido.

Então, vendo os programas onde tentam adivinhar qual o vestido, a maquiagem e as jóias que serão usadas pela nova princesa, fica mais claro ainda, que o que importa é a futilidade que envolve o momento e não o amor do jovem casal.

No casamento estarão presentes aproximadamente 1.900 pessoas entre príncipes, chefes de estado, diplomatas, familiares e amigos, mas o que realmente importa é que o lindo casal, assim como nos contos de fadas sejam felizes para sempre e não que seja eterno enquanto dure como já dizia o poeta.

0 comentários:

:)) ;)) ;;) :D ;) :p :(( :) :( :X =(( :-o :-/ :-* :| 8-} :)] ~x( :-t b-( :-L x( =))

Postar um comentário